Anuncie: (66) 3423-6819

Fachada é alternativa funcional e de valorização do imóvel na construção civil

A primeira impressão é a que fica; a frase é antiga, mas vale muito quando se trata de imóvel. Pouca gente sabe ou valoriza, mas em muitos casos, a fachada, além de ser a porta de entrada na casa, pode ser a porta de entrada da valorização do imóvel.

Portanto, para garantir a primeira impressão, nada mais justo, de que ter uma fachada bonita, funcional e que, de fato, agregue no seu imóvel. Opções e alternativas de boa fachadas é o que não falta no mercado, basta saber procurar e buscar o melhor projeto.

O investimento na fachada é fundamental para quem sonha em ver o seu imóvel valorizado. Muitos as vezes se perguntam: “Por que a casa do vizinho é menor que a minha e vale mais?”. Talvez a resposta desta pergunta esteja justamente na fachada da casa do seu vizinho e no investimento que ele fez na porta de entrada do imóvel dele, o que garantiu uma maior valorização.

Uma casa, com uma boa fachada, tem a valorização garantida, de acordo com especialistas em marcado imobiliário.  O interessante é que há muitas alternativas para quem tem interesse em construir ou até mesmo mudar a fachada do seu imóvel.

Dicas e sugestões é o que não falta, o site Decor Fácil tem mais de uma centena de sugestões que atende públicos dos mais variados e de todos os tipos de gostos e modelos.

“O principal ponto a se pensar é a entrada principal da residência, tente deixa-la imponente para que chame o visitante a entrar. Ter um jardim com flores bem cuidado é uma ótima opção que valoriza a cor de fachadas neutras, como o nude ou branco. Já se quiser tampar a visão dela com a construção de um muro, prefira o uso do muro de vidro, assim você mantém a fachada visível. Pode-se usar também um portão vazado metálico que tem um custo-benefício bacana”, destaca o site.

“Outra maneira é colocar as portas e janelas de madeira em contraste com uma pintura vibrante. A utilização das cores é uma ótima forma de destacar alguns pontos da fachada, uma dica é investir em tom sobre tom. O branco é clássico, então a combinação fica perfeita com qualquer outra cor. Para quem quer ousar, os revestimentos de pedra, tijolo e madeira são os mais utilizados. Eles podem ser inseridos em uma parte da fachada, como nos volumes principais ou em uma parte menor para destacar sobre o conjunto total”, lembra a publicação .

“O telhado é um item que não pode ser esquecido. O telhado pode ser simples, mas a cor da telha faz toda a  diferença. Se quiser uma linguagem moderna, tente misturar uma cobertura mista com telhado aparente e platibanda para que a combinação fique harmônica”, completa.

A publicação colocou à disposição do leitor/internauta, mais de 100 modelos de fachadas para quase todos os tipos de construção que se possa imaginar, desde as mais elaboradas como a mais simples.

No mesmo site, pode se ver de forma clara, a utilização de todos os tipos de materiais que tem no mercado.

Desta forma vai caber ao investidor ou construtor, ao lado do seu arquiteto, buscar o melhor modelo de projeto e o que mais combina com as necessidades da construção e reforma que deve ser feita.

Vale destacar que em Rondonópolis as fachadas ganharam muito mais importância no mercado imobiliário em razão, principalmente da criação de uma série de condomínios horizontais, que vem ganhando espaço e caindo no gosto do investidor rondonopolitano.

Neste tipo de condomínio, a fachada acaba contando muito, pois além de dar uma beleza ímpar ao imóvel, ele pode garantir uma valorização além do esperado para o proprietário do imóvel.

Por isso vale e muito a criatividade a pesquisa de projetos interessantes, e que realmente agregue valor ao imóvel de forma incontestável. Portanto é muito importante saber investir e escolher dentro às milhares de alternativas uma fechada que, realmente, agregue o valor ao imóvel.

Por outro lado, uma fachada mal feita e sem um bom acompanhamento técnico pode, em muitos casos, gerar prejuízos e um retrabalho, desta forma o indicado, além de apresentar um bom modelo de projeto e contratar profissionais com conhecimento técnico e desta forma evitar transtornos futuros e a tão temida desvalorização do imóvel.